Resoluções V: Organização

Resoluções do 12° Encontro Nacional do Polo Comunista Luiz Carlos Prestes (PCLCP) - Parte 5

ORGANIZAÇÃO

Concepção

Reconstrução do Movimento Comunista e o Partido Revolucionário de Novo Tipo

“Não se pode separar a elaboração de uma estratégia revolucionária da estratégia de construção de uma organização revolucionária. Ambas se condicionam reciprocamente. A estratégia revolucionária é a condição da eficiência da organização, e a organização é a condição da formulação de uma estratégia correta” (Luiz Carlos Prestes – Carta aos Comunistas, Alfa-Omega, SP, 1980, pp. 22-23).

Leia mais...

Resoluções IV: Programa Tático

Resoluções do 12° Encontro Nacional do Polo Comunista Luiz Carlos Prestes (PCLCP) - Parte 4

PROGRAMA TÁTICO

Sumário:

Eixo I: Expandir as liberdades democráticas

Eixo II: Mudar as instituições em benefício das classes populares

Eixo III: Combater os monopólios e o imperialismo para um desenvolvimento com soberania e elevação do nível de vida do povo

Eixo IV: Defender e ampliar as conquistas trabalhistas

Eixo V: Eliminar o desemprego, a fome e a miséria

Eixo VI: Realizar a reforma urbana

Eixo VII: Efetivar a reforma agrária antilatifundiária

Eixo VIII: Constituir novas relações socioambientais

Eixo IX: Garantir o acesso universal à saúde pública, estatal, gratuita e de qualidade

Eixo X: Desmercantilizar e reformar profundamente a educação

Eixo XI: Prevenir e garantir a segurança pública

Eixo XII: Favorecer o protagonismo popular na cultura

Eixo XIII: Orientar a política externa, pela soberania nacional, autodeterminação e solidariedade aos povos

Leia mais...

Resoluções III: Sindical

Resoluções do 12° Encontro Nacional do Polo Comunista Luiz Carlos Prestes (PCLCP) - Parte 3

SINDICAL

1)            Centralidade do trabalho na luta emancipatória contemporânea:

Nas últimas décadas tornou-se dominante - não só entre apologistas da ordem, mas em parte da intelligentsia radical e de esquerda - a defesa de teses que formam um problemático "senso comum" em torno da negação da centralidade da categoria trabalho (como atividade produtiva e modelo de toda práxis e seu papel na estruturação objetiva das relações de produção e como "momento predominante" na produção e reprodução do homem na sociedade e da sociedade como totalidade) e a negação do papel revolucionário do proletariado (a classe dos trabalhadores assalariados explorados pelo capital) na luta pela emancipação humana.

Leia mais...

Resoluções II: Fórum de Unidade dos Comunistas e Frente de Esquerda

Resoluções do 12° Encontro Nacional do Polo Comunista Luiz Carlos (PCLCP) - Parte 2 

FÓRUM DE UNIDADE DOS COMUNISTAS

1)O PCLCP defende a construção do Fórum de Unidade dos Comunistas. O Fórum deve reunir organizações especificamente comunistas - organicamente separadas dos reformistas - empenhadas no trabalho de análise das contradições que se vêm processando em nosso país e no mundo contemporâneo e de elaboração de propostas políticas que orientem a ação revolucionária com os meios teóricos criados por - para citar somente os clássicos - Marx, Engels e Lênin.

Leia mais...

Resoluções I: Estratégia Socialista

Resoluções do 12° Encontro Nacional do Polo Comunista Luiz Carlos (PCLCP) - Parte 1

ESTRATÉGIA SOCIALISTA

1) Defendemos uma estratégia socialista para a revolução brasileira, uma estratégia que integra (como seu momento interno) uma direção proletária para a solução das tarefas democráticas e nacionais (dentro da ordem e contra a ordem). Defendemos que estas tarefas devem ser realizadas sem a burguesia e contra a burguesia por um bloco revolucionário anti-imperialista, antimonopolista e antilatifundiário constituído pelas forças proletárias e populares que se opõem ao bloco de poder vigente, buscando desagregar seu bloco ideológico e liquidar sua ordem e seu poder político autocrático. Trata-se de uma estratégia socialista adequada à realidade brasileira, onde o capitalismo monopolista dependente (único capitalismo possível no Brasil) se desenvolveu através de um tipo de dominação burguesa hegemonizada pelo imperialismo, com uma burguesia nativa (incluindo frações burguesas regionais) profundamente associada ao capital financeiro internacional e que se organiza através de um Estado autocrático com grande capacidade de reciclagem, reproduzindo uma ordem social fechada aos direitos dos “de baixo”.

Leia mais...

.

.

.

Multimídia

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.
Watching: Saudação do PCLCP ao Congresso de Fundação da Central
Playlist: 0 | 1 | 2