Solidariedade ao Partido Comunista Brasileiro (PCB)

O Polo Comunista Luiz Carlos Prestes – PCLCP declara sua solidariedade com o Partido Comunista Brasileiro – PCB, que recentemente teve a sua sede “visitada” pela Polícia Militar durante a realização de uma atividade político-partidária voltada à campanha eleitoral na cidade do Rio de Janeiro, a qual ocorria com a participação em plenária de militantes, de simpatizantes e de apoiadores.

Leia mais...

Saudação do PCLCP ao Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Revolucionários de América Latina e Caribe

Estimados camaradas,

Los militantes del Polo Comunista Luiz Carlos Prestes – PCLCP saludamos, desde Brasil, a todos los militantes y las organizaciones que participan del Encuentro Internacional de Partidos Comunistas y Revolucionarios de América Latina y el Caribe, lo cual se realiza en Lima, Perú.

Leia mais...

Nota Politica: os comunistas votam BRIZOLA NETO 50.000 e FREIXO 50 nas eleições do Rio de Janeiro-RJ

Em recente plenária realizada na Zona Oeste do Rio, o núcleo do PCLCP-RJ e de sua juventude, JCA-RJ, se posicionam num momento de intensa crise política e econômica no estado do Rio de Janeiro e no Brasil. Apoiando e militando dessa forma por programas e candidaturas que representem o combate a todo tipo espoliação no trabalho, de opressão de raça e gênero, segregação social, e o reacionarismo na sociedade, bem como que apresentem um programa democrático, socialista, popular e emancipatório.

Leia mais...

Posição do PCLCP sobre as eleições municipais em Porto Alegre-RS

Camaradas, companheiros de luta e amigos!

Na realidade de nosso país, entendemos que o período eleitoral é um momento em que se intensificam os debates acerca das necessidades do povo brasileiro. É um momento em que se cria um canal de diálogo, permitindo que os militantes comprometidos com a construção uma sociedade mais justa e igualitária transformem em programa os objetivos políticos mais sentidos de nosso povo.

Leia mais...

Quando adoecer é um pecado - Sindicato demite jornalista

Janice Miranda é jornalista e trabalha no Sindicato dos Bancários de Florianópolis. Janice adquiriu uma doença por conta do trabalho, uma doença muito comum entre jornalistas ou pessoas que precisam repetir movimentos: a LER/DORT. Por conta dessa doença, Janice precisava ficar em repouso por períodos sistemáticos. E, nesses dias, Janice não podia trabalhar. Nesses dias de repouso, Janice não produzia. Não dava. Tinha muita dor.

Janice passou a ser vista pelos “patrões” como alguém que dava muita despesa e produzia pouco. Janice sofria com isso, mas calava, afinal, precisava vender sua força de trabalho, ainda que lesionada. Janice resistiu por muito tempo, trabalhando mesmo quando o corpo inteiro pedia para que parasse.

Janice foi demitida há alguns dias pelo Sindicato dos Bancários. Janice dava despesa e não produzia. Dane-se a dor da Janice. Dane-se que ela tenha dado seu sangue por mais de uma década a um sindicato de trabalhadores. Dane-se que agora ela estava “estragada”. Janice foi mandada embora. Já não eram mais necessários seus serviços.

Leia mais...

.

.

.

Multimídia

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.
Watching: Saudação do PCLCP ao Congresso de Fundação da Central
Playlist: 0 | 1 | 2