Nota de Pesar pela morte de Adroaldo Mousquer Loureiro

O Polo Comunista Luiz Carlos Prestes (PCLCP) manifesta pesar pela morte de Adroaldo Mousquer Loureiro, ocorrida na última sexta-feira (12/02), em Porto Alegre.

Leia mais...

Nota do PCLCP-RJ em solidariedade à ocupação Vito Giannotti

No último dia 15 de janeiro, coincidentemente no aniversário do grande camarada e comunicador popular Vito Giannotti, a Central dos Movimentos Populares (CMP), Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), Movimento Sem Terra (MST), União Nacional de Moradia Popular (UNMP) e o Fórum de Juventudes de Favelas do RJ ocuparam um antigo hotel que estava abandonado pelo menos à 10 anos, pertencente ao do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Nos últimos anos houveram tentativas para destiná-lo à habitação de interesse social, porém não avançaram. Em 2006, o Ministério das Cidades manifestou interesse na compra do imóvel para destinação a programas de habitação e esbarrou novamente no processo de inutilização. Tal imóvel foi ocupado justamente por não cumprir a função social da propriedade prevista na Constituição.

Leia mais...

Nota sobre a situação da Vila Soma: a luta de classes na cidade

Por Coletivo Usina

Ocupando uma grande gleba de uma indústria falida próxima ao centro da cidade de Sumaré/SP, a Vila Soma, conhecida hoje como a maior ocupação do Estado de São Paulo, se prepara para sofrer uma violenta reintegração de posse no início de 2016, dia 17 de janeiro.

Eleita pela prefeitura municipal e pela mídia local como o principal problema da cidade de Sumaré, defendemos que a Soma é, antes de mais nada, uma solução.

Leia mais...

Barrar o aumento da tarifa no Rio de Janeiro

Nota do Polo Comunista Luiz Carlos Prestes-RJ

Na cidade do Rio de Janeiro, logo no dia 02 de janeiro, os trabalhadores e o povo foram surpreendidos com mais um aumento das tarifas de ônibus municipais, antes eram absurdos R$ 3,40 e saltou para escandalosos R$ 3,80. Nos demais transportes intermunicipais como: trens, barcas e ônibus, os aumentos foram ainda mais severos, nos trens passaram de R$ 3,30 para R$ 3,70, seguido de R$ 5,00 para R$ 5,60 nas Barcas. A tarifa do bilhete único intermunicipal também aumentou de R$ 5,90 para R$ 6,50. Um verdadeiro ROUBO contra o povo pobre e trabalhador para garantir a farra dos monopólios do transporte no Rio de Janeiro. O Bilhete único tem sido usado para antecipar a venda de uma mercadoria que os monopólios transformam em capital aplicando o montante total no sistema financeiro, ampliando ainda mais suas fortunas.

Leia mais...

Descaso e privatização da saúde no Rio de Janeiro mata

Nota do PCLCP/RJ

O descaso com a saúde, fato que atinge a vida do povo trabalhador brasileiro não é de hoje.  O sucateamento, a falta de equipamentos, as precárias instalações e condições das unidades de saúde estaduais colocam a população carioca à mercê do caos completo na rede de saúde. Isto é resultado da política privatista adotada pelo PMDB, que impôs o perverso processo de transferência do poder público para a administração do setor privado colocando automaticamente a saúde à disposição dos interesses do Banco Mundial e aqueles que lucram com a saúde.

Leia mais...

.

.

.

Multimídia

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.
Watching: Convocatória II SENUP
Playlist: 0 | 1 | 2