PCLCP-RS |CONTRA O FASCISMO SEM MEDO! AGIR RAPIDAMENTE E COM RACIONALIDADE!

Convidamos amigos (as) e companheiros(as) para participar ativamente dos espaços de construção da campanha do segundo turno para eleger Haddad. 

O resultado eleitoral do último domingo demonstrou o grave ascenso da antipolítica fascista, com a adesão de massas de trabalhadores à candidatura não somente de Jair Bolsonaro, mas também daqueles candidatos que de forma oportunista pegaram carona com o candidatura do PSL. 

No Estado do Rio Grande do Sul, vislumbramos a continuidade do projeto de desmonte do estado, representados tanto pelo MDB quanto pelo PSDB, com Sartori e Leite, respectivamente. Nas urnas, o projeto vencedor foi o de impostos altos para os trabalhadores e isenções fiscais e sonegação para os patrões. 

Sem qualquer escrúpulo e neste contexto de ataque aos serviços públicos, à educação, segurança e saúde públicas, MDB e PSDB gaúchos, resolveram entrar na dança perigosa e antidemocrática, declarando apoio ao fascismo. Com esse repugnante posicionamento oportunista, MDB e PSDB demonstram claramente que nenhuma questão democrática é suficiente frente a sua sanha de permanecer no gerenciamento do balcão de negócios do sistema político burguês. 

Como a história nos ensina, não há qualquer possibilidade de sobrevivência dos princípios democráticos nas sociedades em que os partidos permitam e mesmo apoiem a antipolítica fascista. 

Dessa maneira, se no plano nacional temos a possibilidade de derrotar a extrema-direita elegendo Fernando Haddad, do PT, em nível estadual essa possibilidade se fechou já no primeiro turno. Ainda que a candidatura de Miguel Rossetto tenha crescido nos dias que antecederam o pleito, a situação política extremamente conservadora e reacionária que encontramos hoje no Rio Grande do Sul impediu que o PT alcançasse o segundo turno. 

Muito além do petismo ou do antipetismo, em nível nacional  a disputa do campo democrático se faz contra o candidato que defende o golpe de 1964, a submissão ao imperialismo estadunidense, a privatização integral das nossas empresas públicas e riquezas naturais, o completo fim dos direitos trabalhistas, a eliminação das políticas sociais, transformar a segurança pública em guerra civil de extermínio, suprimir o regime democrático, a violação aos direitos fundamentais, o retrocesso político, o obscurantismo cultural e o moralismo conservador. Este é o programa que  recebe a adesão oportunista de Eduardo Leite e Sartori, que agora fazem coro com os fascistas.  

Diante dessa grave circunstância, não há qualquer possibilidade de defesa democrática que possa ser associada às candidaturas que estão no segundo turno das eleições para o governo gaúcho.

Por isso, o Polo Comunista Luiz Carlos Prestes, como demonstração de rejeição à vergonhosa adesão do MDB e do PSDB ao fascismo, indica  voto nulo para o segundo turno no estado do Rio Grande do Sul, ao mesmo tempo que se integra, em nível nacional,  às forças políticas e aos brasileiros que lutam para derrotar o candidato Jair Bolsonaro e eleger Fernando Haddad.

 

Direção Estadual do Rio Grande do Sul
Polo Comunista Luiz Carlos Prestes

 

.

.

.

Multimídia

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.
Watching: Convocatória II SENUP
Playlist: 0 | 1 | 2